Quando criança quer crescer

Sempre quis… tomar as decisões corretas. Pensar tempo o suficiente pra ter na mão a certeza. Não me precipitar diante às situações que exigem uma resposta rápida. Acreditar naquilo que ninguém mais acredita ou deixou de acreditar. Não medir meus esforços, minhas palavras, minhas ações. Pensar nas reações antes de por em prática certa ação. Ser sábio o suficiente pra questionar as leis da vida. Ser inocente o suficiente pra não perceber maldades. Ser justo, sincero, otimista, forte e etc… Saber distinguir realmente, A e B. Escrever tudo que eu já vivi, tudo que eu já amei, tudo que já senti, tudo que já toquei, tudo que já se foi e tudo que eu quero que venha.

Quando criança, eu sempre quis ser grande, adulto. Não sabia o quão difícil e pior, seria quando eu começasse a ter que ser adulto. A gente cresce, o tempo começa a passar mais veloz e de certa forma, curto para viver. Você se depara com situações em que toma mais decisões erradas do que certas, se precipita demais, esquece dos seus valores, dos seus sonhos, do que realmente é importante pra ti. Fica medindo suas palavras, esforços, ações. Na maioria das vezes, se importa mais com o que vão pensar do que com o que quer fazer. Esquece que toda ação tem uma reação, que a cada tempo que passa,  se torna mais dolorosa do que amena. Esquece que as regras foram impostas e não tiveram o seu consenso e que na maioria das vezes, são apenas papéis ou servem apenas para te amedrontar, fazer com que você não vá adiante. Passa por tantas situações, que não reconhece mais o grau de sua inocencia, por estar tão acostumado com a maldade alheia. Passa por injusto tentando ser justo, por mentiroso tentando ser sincero, sendo mal visto por ser tão otimista, sendo fraco tentando ser forte. Diversas vezes é obrigado a mentir e omitir. Confunde muito A e B.

Chega um momento que o peso das coisas é tanto, que dá uma louca vontade de jogar tudo pro alto. Falar a verdade quando for obrigado a mentir, não se importando em qual será a reação e quão dolorosa poderá vir a ser. Não era isso que eu queria quando criança. Eu queria crescer… Tanto quis, tanto tempo já passou e ainda não sei se realmente cresci ou se estou crescendo. Não quero mais crescer e não sei quando vou realmente crescer. Hoje quero apenas a minha infância de volta.

Anúncios

Um pensamento sobre “Quando criança quer crescer

  1. É meu amigo, a vida é assim, uma merda, na maioria do tempo. A inocência não temos como recuperar, mas não importa o que os outros vão pensar se você quer ser justo, sincero, otimista, fraco ou forte… “faça o certo e foda-se o resto”.

Os comentários estão desativados.