Amores como carnavais

Quem foi que disse que existe o bem e o mal-me-quer? Prefiro o “você me quer ou eu te quero? Nós nos queremos ou ninguém se quer?”. Ninguém sequer sabe o que realmente quer pra si, muitos ficam no “se você souber, trás um verdadeiramente rico pra mim”. Há a putaria, há a vadiagem, há o romance, há a libertinagem. Há os que gostam de carinho e palavras doces, há os que gostam de algolagnia, há os que gostam de narcisismo e frequentar as boîtes, há os que gostam da mais pura boêmia. Todo Carnaval tem seu fim, mas todo ano tem Carnaval. Pra todo Pierrot sempre haverá uma Colombina… E pra toda Colombina sempre haverá um Arlequim… E todo Arlequim um dia aprende a ser um Pierrot.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Amores como carnavais

  1. Hmm, não sei se sei o que dizer sobre esse post.
    Só sei que odeio o carnaval. E um dos principais motivos, é porque o pessoal usa ele como desculpa pra putaria e pra partir corações de quem não usa um feriado pra cair na putaria ‘-‘

    Prontofalei.

Os comentários estão desativados.