Malandros que se fazem de santos

Há quem diga que a vida faz sentido quando se encontra algo que sempre procurou. Há quem viva uma certa rima que vai mentindo quando monta seu Circo de Moscou. Faz teu teatro pra toda essa gente que vem à procura de diversão. Fala verdades como piadas, pois tuas mentiras, tuas verdades são. Se engana ao enganar, pois quem se importa com o que tens a falar? Desde o seu primeiro show sem maquiagem, metade dos bons meninos foram embora e só ficaram os malandros que se fazem de santos. No fundo é o que você mais gosta, malandros que se fazem de santos. A sua moda sempre foi essa… Malandros que se fazem de santos. Se gosta tanto, por que não procura um desses quando precisa de uma conversa mais madura, quando precisa de conselhos que não a leve a pagar as contas com sexo? Você só esquece seus malandros quando se olha no espelho e vê a situação do seu mundo, quando teu filho pede um pão. Mas mesmo se quisesse, conseguiria viver sem eles? Eles te dão o que você acha que mais gosta, o mais genuíno sexo animal… Sempre no ponto, na hora que bem quiser ou eles te procurarem. Mas quem paga o estrago? Seu filho já está bem grande pra entender bem o que acontece à sua volta. Você se lembra dele quando esquece a porta do quarto entreaberta e um dos malandros lhe maqueia de roxo? Você se lembra quem realmente precisa de ti, do seu dinheiro e de seus cuidados especiais? Teus irmãos já te largaram de mão, o único que ainda se preocupa é o mais medroso… Que se faz de valente pra que tenhas orgulho dele. Mas e você? Se lembra de orgulhá-lo? Você é a mais velha e talvez mais criança que teu irmão caçula, que as vezes é obrigado a dividir as maquiagens roxas contigo, por mal saber se proteger sozinho. Até quando vai ser assim? Até que um desses malandros beba vermelho ou quando um dia, seu filho ou seu irmão resolverem cuspir fogo?

Anúncios

2 pensamentos sobre “Malandros que se fazem de santos

Os comentários estão desativados.