Olá!

Olá! Faz tempo que não dou uma passada na casa. Não curto ficar forçando as coisas, mas, faz tanto tempo… Então desde já, sei que pode sair bem forçado… Ou não… Quem sabe o rumo que as palavras irão tomar?! Ultimamente tenho ficado preso naquele mesmo assunto e com isso… Os versos tem tido rimas parecidas, as canções cantado uma história antiga, os refrões ficando mais melódicos e as notas, mais suaves. É nítido tentar não falar e ínfimo, pensar não tentar. Talvez estratégicamente eu tenha parado de escrever, para que com isso, quem sabe, não me exponha mais que o já exposto e disponha de certo tempo para recriar ou inventar uma história bacana baseado em alguma estória… “Sacana!” Ela concluiu. A voz na minha cabeça disse: “Sacana! Tens feito tua auto-injustiça! Devias escrever! Pare de ler! Pare de tentar! Pare de pensar!”. Se ela tem razão ou não… Não importa. Eu vou chamar, se eu achar que devo! Eu vou esperar, se eu quiser melhor. E talvez acredite só no que não devo e ouça só o que não quero. Não vou tentar ser e pensar como todo mundo, já que há tanta coisa nesse mundo que não agrada, é tão igual e não dá luz… é tão… tão… concreto! De tantos esses iguais, quero só finais no início e um início nos finais. Mas o grande início que encontrei naquele final, ainda não tem prévia de quando vai acontecer. O meio continua meio e sei que virá, afinal……….. Tenho certeza que mesmo sendo 1%, já começou a notar. Só não sei ao certo… Se vai mudar. Mas as pistas antigas continuam em evidência, tanto é que algumas poucas delas, já encontrou. Sei já, não negue! E amanhã, não diga que estou errado e que estive errado.

As canções já não me dizem mais nada… [que eu não saiba]

Anúncios

2 pensamentos sobre “Olá!

  1. Ai como é bom “ler-te” novamente… Só uma coisa boa aconteceu enquanto eu esperava por suas palavras por aqui; Descobri as d”a” O óbvio Utópico que tem me salvado de algumas tantas coisas e colorindo outras que há muito tempo estavam black&white. Espero que não demores muito pra soltar as letras do seu coração-mente 🙂

Os comentários estão desativados.