Pule logo ou caia fora

Você pode me ouvir agora? Agora que é mais um momento que eu não sei o que dizer, e que meus olhos falam abertamente tudo que a língua agarrou fortemente pra que não sejam sonorizadas… Quando tudo indica que a intenção era realmente jogar tudo para o alto e eu só vi quando passei pela rua. Alguém jogou tudo para o alto sem que eu soubesse e pensei que era só chuva, nada de mais. Mas, entre elas, fui vendo cair migalhas rasgadas daquilo que um dia foi meu tudo… Preferi pensar que não eram as minhas, mas sim, semelhantes. Chegando a casa iria ter certeza ao ver tudo ali em seu devido lugar.

Então cheguei… E, cadê? Eram realmente as minhas coisas caindo com a chuva. A casa estava revirada dos pés a cabeça, e pelo perfume que ainda perfumava o ar, não tinha sido um alguém qualquer. Era um alguém que eu sabia muito bem quem. Inclusive, a maioria das minhas coisas que agora caiam naquela esquina, foi esse alguém que me deu, comprou, escreveu, marcou… Corri para o quarto que já não era só meu e lá estava esse alguém sentado na janela olhando tudo cair.

“Era realmente o melhor modo de jogar tudo para o alto?” perguntei-te. E você me disse com todas as palavras e ausentando algumas “Desculpa, não foi por mal. Nem eu sei por que fiz isso. Foi por coisa de momento, sei lá. Sei que não vai me desculpar, mas…”. Enquanto dizia, eu ouvia as palavras ausentadas e antes que terminasse, implorei: “Aproveita e se joga e diz que ainda faz parte do momento”.

Enquanto o seu silêncio me matava, desabei ao chão em prantos. Lá estávamos nós num quarto, que mais parecia um quarto qualquer de hotel… Sem nada que pudéssemos ver como nosso, sem nada do que pudéssemos levar pra casa sem parecer roubo. E o pior era que esse nada, incluía o sem nós. Você não poderá me roubar outra vez, por mais que esteja fraco e parecendo indefeso nesse chão frio… Eu juro que se tentar encostar um dedo em mim, te jogo pela janela pra fazer companhia às migalhas na esquina.

Vou aproveitar que não tem mais nada aqui, pra remobiliar tudo e sem você. Então, pule logo ou caia fora!

Anúncios

Um pensamento sobre “Pule logo ou caia fora

Os comentários estão desativados.