Quem sabe um dia

Preso em um mundo da qual não sabe sair. Em um mundo da qual eu não sei como entrar. O que me resta é assistir e acompanhar suas temporadas como meu seriado favorito. Quantas vezes eu quis conhecer o roteirista por trás de tudo e palpitar me recriar? Quantas vezes eu quis tentar encontrar o diretor pra tentar descolar um novo papel entre os principais? Quantas vezes quis ser o câmera que te filma o tempo inteiro? Mas já percebi que o meu papel continua a ser só de paparazzo e uma mera fã apaixonada. Sou a personagem coadjuvante que não vingou, não deu ibope e com isso, deram um fim. Podiam me reinventar ou copiar a ideia de Ghost… Ou podiam me ressuscitar aprimorada. Mas e se de novo não vingar? Até eu sinto medo só de pensar que possa te prejudicar outra vez. Então, por enquanto, realmente o meu melhor papel é de uma mera fã apaixonada. E enquanto o tempo passa, vou me aprimorando pra ser a sua personagem predileta, que mais te dá ibope, contracena nas melhores cenas e o primeiro nome nos teus créditos finais. Só que ainda não decidi se aprendo a te tirar ou se aprendo a entrar, mas já aprendi como te trazer para o mundo que eu não sei sair e você sabe bem como voltar. E então, quem sabe um dia eu possa ser a personagem que vingou e de importância vital na nova temporada que virá.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Quem sabe um dia

  1. Poxa, isso é triste… mas como dizem as más línguas, esperança é a última que morre.

Os comentários estão desativados.