Não se aproxime

Se você é religiosa, gosta de vez ou outra pôr alguns salmos no seu perfil nas redes sociais, ir há eventos religiosos ou a igreja aos Domingos… Não se aproxime. Não que eu seja o anticristo ou espécie de satanista, mas pelo simples fato de que por mais que me aceite como sou, as coisas que faço e gosto, uma hora ou outra vai começar a implicar e insistir em querer me converter. Já fui convertido a não ter religião e, até então, hoje, parece que não há como me reconverter. E isso não foi sinal de fraqueza que eu pense que um dia poderei ser convertido. Gosto muito de um bar, reunir os amigos em casa para bater um papo, jogar um carteado e, lógico, tomar aquelas loiras geladas que nós tanto gostamos. E isso não vai mudar, por que me faz feliz. Por mais que te ame, não vou parar de beber por você. E os donos dos sujinhos da vida, também tem um lar para sustentar, eu que não vou querer ser quem tira esse leite das crianças. Então… Não se aproxime.

Se você gosta de passar horas nas redes sociais compartilhando coisas sem sentido, acessando pelo celular quando está no cabelereiro ou em qualquer lugar que não seja a sua casa… Não se aproxime. Não que eu seja um primata que não saiba mexer em rede social ou tenha ciúmes de algo virtual, mas pelo simples fato de que por mais que vez ou outra coloque algo lindo e romântico no meu mural, ou compartilhe comigo algo que a fez lembrar-se de mim, uma hora ou outra vou começar a te achar fútil e sem merda na cabeça. Terão horas que vou querer estar contigo em lugares que ninguém precisa saber onde estamos, muito menos teus colegas e amigos virtuais. Vou perder a cabeça assim que a ver muito tempo com o celular na mão, por mais que minta dizendo que é SMS. Aí sim, começaremos a brigar por uma besteira virtual que não está aprimorando sua vida em nada, mas você não enxerga isso. Não vai dar certo. Então… Não se aproxime.

Se você gosta de pensar que o(s) seu(s) ex(s) é um de seus grandes amigos, que a amizade realmente continua ou que não vai ser nada além de amizade, pois já deu o que tinha que dar… Não se aproxime. Não que eu não confie em você, mas pelo simples fato de que além de ser difícil manter realmente só como amizade, é muito difícil administrá-la. Terão conversas que certos assuntos irão lembrar certos assuntos, que só irão aumentar a probabilidade de uma recaída e a vontade de um “good times”. E caso aconteça, eu perceba algo estranho, você vai ser hipócrita e mentirosa ao dizer na minha cara que não tem nada a ver e nunca deu em nada. É muito raro e difícil nós homens conseguir não se interessar por alguma amiga nossa que não seja namorada ou irmã de algum amigo nosso. Por mais que a maioria não assuma, posso me passar pelo primeiro escroto a assumir. Não tem problema. Se você insistir nessa de que a amizade continua… Não se aproxime.

Se você gosta de ser simpática com todo mundo que acaba de conhecer e já fica cheia de assuntos… Não se aproxime. Não que eu queira que seja a pessoa mais antissocial ou destrate alguém, mas pelo simples fato de que vez ou outra vão confundir essa sua simpatia com outra coisa, que pode levar essa pessoa a tomar alguma atitude que me desagrade, por mais que você não se entregue a essa atitude. Então vira-mexe será a raiz de um dos tipos de problema que mais quero evitar para nós. Vai começar a ficar cada vez mais difícil depois que passar da terceira ou quarta ocasião e vou começar a ficar desgastado da sua simpatia ou de ir a certos lugares contigo, e, também, vou sempre olhar torto quando a vê-la cheia de intimidades com alguém que conheceu a menos que um ou dois meses. Então… Não se aproxime.

Se você já percebeu o quanto sou chato, implicante, escroto e etc… Não se aproxime, esse é o sentido da coisa. Não sou a melhor pessoa pra você nem pra ninguém além de mim mesmo. Então, pra resumir, independente do que você goste ou não… Não se aproxime.

Anúncios