A 5ª Temporada vem aí

O blog ficou um ano e seis meses parado? Sim. A quarta temporada findou precoce? Bastante. Mas não vou inventar desculpa para quem não sabe. Eu havia, digamos que, perdido o tesão em escrever. Nada saia do meu agrado, mesmo que tivesse histórias para contar, pois, não caberia em um pequeno/médio/grande post. Música, então, nem me reconheço. Há tempos não sei o que é compor duas canções por semana, ou três por mês, ou quatro… por ano!? Nesse meio tempo eu me reinventei, abandonei certas frustrações, desejos, paixões, segredos. Desisti de correria, quero mais calmaria. Seja o que for, fosse o que seja. For o que seja, sendo o que é. Sendo assim, “vem em mim que eu tô facinho”. Continuando… Durante o ano passado até nasceram alguns bons textos que estão guardados, mas de nada serviria para o blog se não houvesse um ritmo para que outra temporada não findasse precocemente. E além do segundo livro que eu já havia escrito e até hoje preferi não lançar… Estou com mais três incompletos: dois na metade e um perto do fim. Sem pressa. Sem afobações. Você já entendeu a ideia.

            A nova temporada vem aí e vou te prender aqui, pois cada post será parte do que se sucede minha segunda obra: Ventura. Separado em capítulos e partes, a quinta temporada será ele todo. Meu segundo filho. No dia 2 de Março, poderá começar a lê-lo. Serão dois posts por semana: segunda e quinta. Assim será até que o livro chegue ao fim. E o que posso adiantar é que a ideia do livro surgiu após um post aqui no blog, com o mesmo título. Nada mais justo que o fruto desse post, não venha parar no mesmo lugar que a “ideia-mãe”. Então é isso… Eu ainda escrevo fracassos.

Anúncios