Leugim: 11 – Lovers Club All Night (Parte 1)

Enquanto Irina terminava de preparar o almoço, Miguel recebeu ligação de seu pai solicitando que comparecesse a um restaurante perto da empresa, pois conseguiu a tal conversa com Gabriel. Tomou seu banho, se aprontou e saiu de carro. Passou no Supermercado, comprou cinquenta litros de cerveja e voltou. Colocou vinte no freezer da piscina e guardou as restantes na despensa. Foi até o quarto, pegou sua jaqueta de couro e dois capacetes. Voltou ao quintal e saiu em sua Harley-Davidson Heritage Softail Classic. Pegou a estrada rumo ao local combinado. Vinte e sete minutos de viagem. Guardou o capacete, travou a roda e acionou o alarme. Respirou fundo e entrou no restaurante. Cumprimentou o simpático maitre que já o conhecia por seu pai e irmão almoçarem ali há anos, e o acompanhou até a mesa onde os dois estavam. Assim que os avistou percebeu a surpresa nos olhos de Gabriel ao vê-lo. Chegando a mesa, seu pai com um sorriso enorme levantou e o abraçou. Continuar lendo

Leugim: 10 – Peter Pan (Parte 2)

Acordou por volta das nove horas. Olhou para um lado e para o outro. Localizou-se. Irina já havia levado os talhares, a garrafa vazia, desligado a televisão e arrumado a sala, com exceção do sofá. Levantou e foi à cozinha atrás de água. E lá estava Irina lavando a louça. Continuar lendo

Postado em Sem categoria

Leugim: 10 – Peter Pan (Parte 1)

Ao bater das nove horas, Miguel abandonou seus pensamentos, lembranças e a piscina, abriu o freezer e, finalmente, as cervejas acabaram. Só restavam mais três doses de uísque, pois Jesus e Jully deram fim a vodca. Sem problemas, até por que, tinha mais bebidas em seu estoque pessoal. Preparou duas doses e foi acordar o pai. No caminho, como geralmente jantava fora, Irina o abordou perguntando se iria sair ou se ficaria para o jantar. Raramente ficava em casa a noite, mas estava sem ânimo e resolveu de imediato que ficaria, mas que ela não se preocupasse, pois pediria pizza. Com isso, Irina anuncia ter findado suas tarefas daquele dia e que iria dormir. Despedem-se. Ela o nota emotivo, mas prefere não comentar. Sabia que ele não era de desabafar quando perguntavam se havia algo errado, era mais do tipo de já chegar falando o que estava acontecendo, quando sentia-se a vontade para o tal. Continuar lendo

Leugim: 09 – Jovem demais para entender (Parte 2)

Miguel permaneceu sentado na piscina, pensando na notícia que acabou de receber. Perceber que por mais que praticamente se odiassem, seu irmão não o convidaria para seu casamento, o afetou. Fato! Não sabia se encarava como atitude infantil ou madura, e se deveria tratar à altura ou de forma que achasse superior sem se rebaixar. Fora que nem sabia como alguém conseguiu se apaixonar por aquele ser frio que era o irmão. Parecia piada imaginar Gabriel se casando, mas, realmente estava prestes a acontecer. Nunca foi apresentado a ela e entendia o motivo. E já que iriam se casar, o relacionamento existia há anos. Continuar lendo

Postado em Sem categoria

Leugim: 09 – Jovem demais para entender (Parte 1)

Assim, passaram uma boa tarde, do jeito que já não passavam há anos. A última vez que conseguiram ter o dia juntos foi há cinco anos quando Fabiola, Gabriel e Samantha foram visitar parentes de Fabiola no Paraná e Jesus alegou que não poderia ir por conta de um reunião importante para a empresa. E um dia como aquele sempre fazia enorme bem para ambos. Estava tudo ótimo até que logo que escureceu, Miguel recebe uma notícia desagradável. Seu irmão iria casar e não o convidou. Continuar lendo

Postado em Sem categoria

Leugim: 08 – Jesus carente (Parte 2)

Jesus segurado o riso gira o tronco, olhando para Miguel, que estava na mesa às suas costas com cara de quem não estava curtindo nem um pouco aquela situação. Agora, mais ainda, ele não entendia nada quanto às atitudes do pai. Jesus volta sua atenção a Jully novamente e começa a fazer perguntas sobre o que ela gostava de fazer, os lugares que frequentava e etc. Enquanto Miguel puto da vida apenas bebia, fumava em tragadas carregadas e assistia de camarote. Aquilo não podia estar acontecendo, devia estar sonhando. Melhor, pesadelo! Nunca apresentou mulher ao pai. Odiava a ideia de aquilo estar acontecendo. Pelo visto, Jesus estava cheio de esperanças de que Jully pudesse ser a tal mulher que mudaria completamente a sua vida. Levantou e foi na direção dos dois. Pousou a mão esquerda no ombro do pai. Continuar lendo

Postado em Sem categoria

Leugim: 08 – Jesus carente (Parte 1)

Continuaram bebendo, curtindo a piscina e colocando o assunto em dia. Miguel esqueceu completamente que receberia visita, e eis que Jully chega. Irina a recebe na porta, ela se apresenta e entra. Como já estava acostumada a sempre ver surgindo novos rostos femininos naquela porta, Irina nunca recorria a Miguel para saber se podia ou não entrar, se iria ou não recebê-las. Quando era homem, sim, o assunto era diferente, principalmente depois de um marido furioso ter aparecido com a polícia para buscar a esposa, sem aliança. A acompanhou até a porta dos fundos, que dava na piscina e apontou para os dois boêmios. Continuar lendo

Postado em Sem categoria